conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil recupera gado furtado e desarticula frigorifico clandestino em Barra do Garças

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Mais de 40 cabeças de gado furtadas de uma propriedade rural do município de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá) foram recuperadas pela Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Militar, na segunda-feira (21.10), poucas horas após o crime.

A ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças, deflagrada com apoio da Delegacia de General Carneiro e Polícia Militar, resultou em dois homens presos e na apreensão de vários objetos utilizados para abate clandestino de gado. Os suspeitos, N.R.K. e V.V.A., foram autuados em flagrante por furto qualificado (abigeato) e associação criminosa.

As diligências iniciaram depois da comunicação do furto ocorrido na madrugada de segunda-feira (21.10), na Fazenda Agropecuária de Barra do Garças SA. Na ocasião, os autores usaram um veículo tipo caminhão para o transporte dos animais.

Durante investigação, os dois autores do furto foram identificados pela Polícia Civil, e o rebanho confinado localizado em uma propriedade rural da região, Fazenda Jatobá.

No local, foram encontrados vários objetos usados para abate de gado, além de materiais, como machado, travessa, gancho, talha, balança de varão para pesagem de bovinos abatidas, indicando a existência de um frigorífico clandestino na propriedade.

Os suspeitos, N.R.K. e V.V.A., foram conduzidos para Derf de Barra do Garças, e durante interrogatório assumiram a autoria do crime. Eles foram autuados em flagrante por furto qualificado (abigeato) e associação criminosa. Em seguida ambos foram apresentados para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

A equipe da Derf de Barra do Garças, coordenada pelo delegado Nelder Pereira Martins, continua com as diligências investigativas para identificar outras possíveis pessoas envolvidas no crime.

 

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil de MT prende mais uma foragida da Justiça com envolvimento com Novo Cangaço

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Mais uma pessoa foragida da justiça de Mato Grosso e que tem envolvimento com quadrilhas de roubos a bancos, na modalidade do “Novo Cangaço”,foi presa em Goiás. A mulher de 37 anos estava com mandado de prisão em aberto em um processo penal por roubo e foi localizada na região metropolitana de Goiânia, após diligências da Polícia Civil executadas por equipes da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol).

Natural de Araguaína, no Tocantins, a mulher foi condenada e a mais de 20 anos de prisão pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa. Ela tem ainda antecedentes criminais por receptação qualificada, posse e/ou porte de arma de fogo e munição de uso restrito e artefato explosivo.

Na manhã desta terça-feira (26.05), a equipe que está em Goiás comunicou a delegada da Polinter, Silvia Maria Pauluzi, sobre a prisão da mulher, que trabalhava como garota de programa.

Envolvimento com Novo Cangaço

A mulher tinha envolvimento direto com integrantes de uma organização criminosa – com ramificações em vários estados do País – e era namorada de um dos assaltantes do grupo que fez assaltos a bancos em Nova Mutum, em 2009 e 2010. Na ocasião dos assaltos, o grupo criminoso causou pânico em funcionários e clientes da agência, que foram feitos de reféns e usados como escudos humanos em frente ao banco durante os crimes.

Em janeiro de 2004, ela foi presa em flagrante durante investigação da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores de Cuiabá. A equipe policial da Derrfva investigava uma denúncia anônima, quando localizou em uma casa, em Várzea Grande, diversos produtos de crime, além de uma camionete modelo Hilux e um verdadeiro “arsenal de guerra”. Na casa ocupada por membros do bando, no bairro Pirineu, os policiais encontraram três fuzis automáticos de fabricação russa, modelo AK-47 e calibre 7.62, um fuzil calibre 5.56mm de fabricação norte-americana, modelo AR-15, três granadas de mão, uma pistola calibre 9 milímetros, 24 carregadores próprios para fuzis, 876 munições de diversos calibres, uma luneta de longo alcance e dois capuzes do tipo balaclava.

A mulher presa em Goiás estava, até 2018, custodiada na Penitenciária Ana Maria do Couto May, em Cuiabá, onde respondia a processo pelos crimes de receptação e porte ilegal de arma de fogo. Ela recebeu progressão de regime e saiu mediante alvará de soltura.

Após a prisão em Goiás, a mulher de 37 anos foi conduzida à autoridade policial da Delegacia de Polícia Interestadual de Goiânia e deverá permanecer à disposição da justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Operação da Polícia Civil cumpre buscas e apreende arsenal em Bom Jesus do Araguaia

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta terça-feira (26.05) a operação “Senhor das Armas”, com objetivo de combater os crimes de tráfico de drogas, posse irregular de armas de fogo e o possível comércio de armamentos em Bom Jesus do Araguaia (983 km a Nordeste de Cuiabá).

A ação, que contou com a participação de 23 policiais civis, teve como alvo sete imóveis, entre eles estabelecimentos comerciais relacionados a cinco pessoas investigadas com base em denúncias que chegaram à Polícia Civil. As investigações iniciaram há alguns meses, identificando pontos com fortes indícios de práticas criminosas no município.

Entre os locais identificados estava a propriedade de um suspeito, de 29 anos, que mantinha em seu imóvel armas de variados calibres, sendo um possível ponto de comercialização de armamento. Durante os trabalhos, os policiais perceberam que outros armamentos e munições ficavam guardados em estabelecimentos comerciais da família, na área central da cidade.

Diante das informações, foi representada pelas ordens de busca domiciliares, que foram expedidas pela Comarca de Ribeirão Cascalheira. Durante as buscas, foram apreendidas na casa do suspeito grande quantidade de armas longas e curtas, além de diversas munições de calibre permitido e de uso restrito.

No momento da ação, o suspeito não foi localizado no imóvel e os policiais foram recebidos pela esposa dele. Questionada, ela disse que o investigado possui registro de todo arsenal, porém, que não estava na casa, pois o marido levou em uma viagem para outro estado. Diante da situação, todo o material foi apreendido e levado para a delegacia.

Segundo o delegado Valmon Pereira da Silva, será instaurado inquérito policial para apurar o caso, assim como será realizada a checagem dos registros das armas junto ao Sistema Nacional de Registro de Armas (Sinarm) da Polícia Federal.

“Não se comprovando a procedência, tampouco o suspeito apresentar documentação de regularidade das armas será indiciado nos crimes de posse irregular de arma de uso permitido e posse de armas de uso restrito cujas penas somadas podem superar dez anos de reclusão”, explicou o delegado.

Nos estabelecimentos comerciais da família foram encontrados um revólver calibre 38, uma espingarda 22, munições, além de cigarro, possivelmente de origem paraguaia. O pai do suspeito apresentou-se como dono das armas aos policiais, mas não entregou o registro de regularidade delas.

Ele foi autuado por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, sendo arbitrada a fiança no valor de R$ 10 mil. O valor foi recolhido e o conduzido responderá ao processo em liberdade.

Em outro imóvel foram encontradas diversas roupas de marca com indícios de falsificação. O suspeito também não foi localizado, porém, foi apreendida uma amostra do material para análise pericial. Comprovada a falsificação, eles responderão pelo crime de violação de direito autoral, sendo considerada infração de menor potencial ofensivo.

Nas demais residências não foram encontradas irregularidades.

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Homem é preso por tentativa de homicídio após briga por limpeza de terreno

Publicado


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

O suspeito de uma tentativa de homicídio ocorrida em Nova Xavantina (645 km a leste de Cuiabá) foi preso pela Polícia Civil do município na manhã desta terça-feira (26.05) durante investigações para apurar o crime. O homem de 43 anos foi autuado em flagrante por homicídio tentado. A arma (faca) usada do crime também foi apreendida.

As investigações iniciaram após o crime ocorrido na tarde de segunda-feira (25.05), quando um homem de 42 anos foi atingido pelo suspeito com golpe de faca na região do abdômen, próximo ao umbigo. Após a tentativa de homicídio, o suspeito fugiu do local. 

Mesmo machucada e sangrando muito, a vítima conseguiu pedir socorro em um posto de combustível situado na saída para o município de Água Boa. O Corpo de Bombeiro de Militar foi acionado e encaminhou a vítima ao PSM da cidade para atendimento médico. 

Em seguida, os policiais civis iniciaram as diligências para apurar os fatos e o suspeito foi localizado em menos de 24 horas. Com ele, os investigadores apreenderam a faca usada para atingir a vítima.

Conforme a apuração policial, o crime foi por motivo fútil, envolvendo um serviço de limpeza de um lote feito pela vítima para o suspeito. 

Levado para a Delegacia de Nova Xavantina, o conduzido foi interrogado e autuado em flagrante por tentativa de homicídio. Após aos procedimentos, ele foi encaminhado para a penitenciária Major Zuzi Alves da Silva, em Água Boa, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana