conecte-se conosco


Economia

Primeiro pagamento do Bolsa Família em 2020 será nesta segunda-feira

Publicado

cartão arrow-options
undefined

Bolsa Família

O pagamento do primeiro  Bolsa Família de 2020 será feito na próxima segunda-feira. Com isso, o Ministério da Cidadania fará o repasse dos R$ 2,526 bilhões para as 13,2 milhões de famílias incluídas no programa – o valor médio do benefício é de R$ 191.

Com oito filhos, Deuselhia dos Santos, 54 anos, moradora de Brasília, conta como o dinheiro recebido do governo é essencial para o sustento da casa. “Como eu estou desempregada, esse dinheiro é fundamental para comprar comida para a família todo mês. É sagrado”, afirmou.

Leia mais: Mega-Sena acumula e prêmio sobe para R$ 32 milhões

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, disse que a pasta trabalha para garantir os recursos para aqueles que realmente precisam. “Nós seguimos fazendo o pente-fino no programa, removendo quem não precisa do dinheiro. Assim, podemos garantir que famílias realmente necessitadas tenham acesso ao benefício”, contou.

O Bolsa Família é um benefício que abrange famílias em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 85, e pobres, com renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170 reais. O beneficiários recebem um valor todos os meses do ano, mas para assegurar o auxílio, precisam cumprir com compromissos nas áreas de saúde e educação, como a vacinação de crianças e a garantia da frequência escolar.

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Heineken informa que algumas de suas garrafas podem soltar lascas de vidro

Publicado


source
heineken arrow-options
Divulgação

Heineken faz recall voluntário e informa que algumas embalagens podem soltar lasca de vidro ao abertas


A Heineken lançou um recall voltuntário nesta sexta-feira (14) depois que alguns testes de qualidade em sua fábrica identificaram que alguns lotes das garrafas long neck podem soltar lascas de vidro se não abertas com mais cuidado. Através de um vídeo em seu site, a empresa de cervejas explica a melhor forma de consumo.


O guia com instruções informa que os produtos podem ser consumidos, desde que abertos com mais cuidados. Segundo a Heineken , apenas as garrafas de vidro long neck (330 ml) com a marcação CH podem apresentar o problema.

“Apesar da baixa probabilidade, mas colocando a segurança do consumidor em primeiro lugar, decidimos iniciar o recall dos lotes em questão de forma voluntária. Reforçamos que a alteração é totalmente restrita à embalagem e que não há qualquer impacto no líquido. Todas as Heineken® long neck 330ml que não fazem parte dos lotes específicos, assim como qualquer outro produto do Grupo HEINEKEN, podem ser consumidos normalmente”, explica a empresa.

Leia também: Polícia investiga casos de contaminação por cervejas da Backer em 2018 e 2019


Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Preços da gasolina e do diesel recuam nos postos nesta semana, diz ANP

Publicado


source
Os valores são uma média calculada pela ANP arrow-options
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Os valores são uma média calculada pela ANP

Após alta histórica, os preços da gasolina e do diesel recuaram nesta semana, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (14) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

De acordo com o levantamento da ANP, o valor médio do litro da gasolina para o consumidor recuou 0,61%, para R$ 4,550, nesta semana. O preço do litro do diesel teve queda de 1,4% no período, para R$ 3,711, em média. Já o litro do etanol subiu 0,09%, para R$ 3,256.

Os valores são uma média calculada pela ANP com dados coletados em postos em diversas cidades pelo país. Os preços, portanto, variam de acordo com a região.

Em meio a alta da gasolina, o ministro da Economia, Paulo Guedes, buscou por acalmar a crise entre os governos estaduais e o presidente Jair Bolsonaro por causa do preço dos combustíveis. Em reunião com os governadores, o presidente fez uma “provocação política” sobre a desoneração dos tributos sobre a gasolina e o óleo diesel.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Projeto torna obrigatória comanda individual em bares e restaurantes

Publicado


source
restaurantes podem ter de oferecer comanda individual arrow-options
shutterstock

Projeto busca tornar obrigatória a comanda individual em bares e restaurantes

Um projeto que tramita na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei (PL) 6377/2019, de autoria do deputado Pedro Augusto Bezerra (PTB-CE), quer tornar obrigatória a comanda individual em bares e restaurantes. Segundo o texto da proposta, o objetivo é proteger o cliente das situações em que o estabelecimento cobra por mesa.

Leia também: Homem é demitido de restaurante depois de tomar banho na pia da cozinha; assista

“Essa ‘política’ [cobrança por mesa] acaba beneficiando somente o estabelecimento, pois dificulta o controle de consumo por partes das pessoas presentes, as quais, muitas vezes comemorando aniversários ou reunindo amigos, reservam mesas para grupos, dificultando a conferência do que cada um consumiu”, observa o deputado sobre a importância da garantia de comanda individual obrigatória.

Bezerra acrescenta que, como nesses casos a prova do consumo deve ser feita pelo estabelecimento, muitas vezes o responsável pela mesa se vê obrigado a pagar pelo consumo excessivo supostamente feito pelos demais. A ideia da comanda individual é facilitar o controle do consumo de cada um, e, consequentemente, o pagamento feito a bares e restaurantes .

Pelo projeto, o não oferecimento da comanda individual pelo bar ou restaurante desobriga o consumidor do pagamento do valor que considerar indevido, salvo se expressamente tenha optado pelo controle não individual dos pedidos.

Por outro lado, a entrega da comanda ao consumidor não dispensa o estabelecimento comercial de fazer o mesmo controle, proibidas as multas ao consumidor pela perda do instrumento de controle.

No caso de controle por meio eletrônico, o local deverá disponibilizar ao consumidor meios de conferência do valor em consumo a qualquer momento, preferencialmente em terminais eletrônicos.

Leia também: Cadeirante impedida de embarcar em voo deve ser indenizada pela Azul 

Caso a proposta vire lei, bares e restaurantes terão 90 dias para acatar a medida. O descumprimento da regra sujeitará o estabelecimento infrator ao  Código de Defesa do Consumidor .

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana