conecte-se conosco


Agro News

Produtores de mandioca terão assistência técnica

Publicado

Produtores rurais da cadeia produtiva de mandiocultura agora terão a oportunidade de serem atendidos pela Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT). Inicialmente, o programa será ofertado para dois grupos, um no município de Juína e outro em São José do Rio Claro.

O programa está na fase de definição da logística das propriedades. Os atendimentos individuais estão previstos para iniciar no dia 06 de junho, sendo que na primeira fase serão feitos diagnósticos de cada propriedade.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de São José do Rio Claro, Aparecido Rodrigues, a assistência técnica traz grandes benefícios a cada produtor atendido. “Na minha concepção é um dos melhores programas ofertados pelo Senar-MT porque o técnico vai até a sua propriedade, conhece os seus problemas, vê o que está acontecendo e juntos pensam em uma solução”.

Essa é a terceira frente da ATeG no município que já conta com frentes em bovinocultura de corte e fruticultura. Segundo o supervisor da ATeG, Tulio Marçal, a previsão é ampliar o atendimento para olericultura e outra frente de gado de corte. “Também estamos com essa demanda. Ela está na fase de credenciamento de técnicos e vamos atender assim que a documentação estiver completa”, explica.

Em Juína, a mandiocultura é a quinta frente atendida pela ATeG que já conta com bovinocultura de corte, bovinocultura de leite, cafeicultura e olericultura. O município já solicitou demanda para apicultura e mais uma frente de bovinocultura de leite.

O presidente do Sindicato Rural de Juína, José Lino, mais conhecido como Cabeção, acredita que o programa tenha uma boa metodologia. “Ouvimos vários comentários de produtores que estão adorando. Acho que acertaram na maneira em que o programa é conduzido, porque o técnico vai lidar diretamente com o produtor rural”.

Dias de Campo – Com 14 cadeias produtivas e mais de três mil propriedades atendidas, a ATeG realizará 100 Dias de Campo entre os meses de junho e julho. Os primeiros ocorrerão nos dias 09, 10 e 11 do próximo mês.

No primeiro dia, será realizado Dia de Campo simultâneo em São José dos Quatro Marcos, na bovinocultura de corte, e em Comodoro, na cadeia de piscicultura. No segundo dia, os eventos serão em Araputanga, em bovinocultura de corte, e Nova Lacerda em piscicultura. No dia 11, será em São José dos Quatro Marcos, em olericultura.

Selo
Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook
publicidade

Agro News

SOJA/CEPEA: Preços encerram junho em alta

Publicado

Cepea, 04/07/2022 – Os preços internos da soja recuperaram ao longo da última semana de junho parte das perdas verificadas no período anterior e acabaram acumulando alta no mês. Segundo pesquisadores do Cepea, a sustentação veio das valorizações externas e dos maiores prêmios de exportação. No mercado internacional, o movimento de alta esteve associado à piora das condições das lavouras de soja dos Estados Unidos e a dados do USDA apontando redução da área com a oleaginosa naquele país em relação às estimativas iniciais (de março/22). Assim, no acumulado de junho, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa – Paranaguá (PR) subiu 2,6%, encerrando a R$ 194,96/saca de 60 kg no dia 30. O Indicador CEPEA/ESALQ – Paraná avançou 2,31% no acumulado do mês, a R$ 189,82/saca de 60 kg no dia 30. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Agro News

MILHO/CEPEA: Colheita e queda externa pressionam valores do Brasil

Publicado

Cepea, 04/07/2022 – Os preços do milho seguiram em queda no Brasil no final de junho, pressionados pelo aumento na oferta, tendo em vista o avanço da colheita de segunda safra. Além disso, o movimento de queda no valor doméstico foi reforçado ao longo da semana passada por desvalorizações no mercado internacional. Diante desse cenário, compradores nacionais seguiram afastados do spot, na expectativa de adquirir lotes a valores menores nas próximas semanas. No acumulado de junho, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), caiu 3,13%, fechando a R$ 83,55/saca de 60 kg no dia 30. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Agro News

OVOS/CEPEA: Preço sobe em junho e sustenta poder de compra frente ao milho

Publicado

Cepea, 04/07/2022 – As vendas de ovos se aqueceram no início de junho, e a oferta controlada permitiu que agentes elevassem os preços de comercialização no mês. Assim, segundo dados do Cepea, o ovo branco tipo extra negociado na região de Bastos (SP) teve preço médio de R$ 145,51/caixa com 30 dúzias em junho, pequeno aumento de 0,7% frente ao do mês anterior e 22,3% acima do de junho/21, em termos nominais. Já os valores do milho, um dos principais insumos da atividade, recuaram 2% de maio para junho. Esse contexto favoreceu o poder de compra do avicultor. Dados do Cepea mostram que, em junho, o produtor de ovos da região de Bastos (SP) pôde comprar 101,9 kg de milho com a venda de uma caixa de ovos, 2,7% a mais que a quantidade de maio, 31% maior que a de junho/21 e o maior volume em quase dois anos (desde julho de 2020). Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana