conecte-se conosco


Agro News

Produtores elogiam escolha do tema do 14º Circuito Aprosoja

Publicado

Defesa Agrícola

Produtores elogiam escolha do tema do 14º Circuito Aprosoja

Circuito também é um momento de união e celebração entre os produtores


13/05/2019

O tema “Custo + Tributação = Agricultura em Risco”, escolhido pela diretoria da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), para o 14º Circuito Aprosoja foi 100% aceito pelos associados que já participaram do evento. Na avaliação dos participantes, a discussão do assunto e os demais subtemas extraídos dele são atuais, importantes e necessários a serem discutidos.

O evento percorreu todos os núcleos da Região Norte de Mato Grosso nos dias 22 a 26 de abril. A caravana do Circuito também já passou a Região Oeste do Estado, nos dias 06 a 10 de maio.  Para compor os painéis de discussão, a Aprosoja convidou o economista e comentarista do Canal Rural, Miguel Daoud e o diretor executivo da Aprosoja Brasil, Fabrício Rosa. Também compõe a mesa redonda o presidente da Aprosoja Mato Grosso e vice-presidente da Aprosoja Brasil, Antonio Galvan. Mediador do bate papo é o jornalista e apresentador do programa Direto ao Ponto, Glauber Silveira.

Produtora rural e delegada da Aprosoja no núcleo de Sapezal, Zildinei Pantra Pereira aprovou o 14º Circuito Aprosoja. Ela também elogiou a a mudança no formato e disse que o evento ficou mais produtivo e dinâmico. Ainda segundo a produtora, o tema veio no momento certo.

“Infelizmente é um tema sempre atual. Digo infelizmente porque nós, que somos produtores, respondemos pelo PIB do Brasil, ainda estamos debatendo uma situação tributária como a nossa, é infelizmente. Nós devíamos estar sendo olhados com outros olhos pelo Governo, mas sendo necessário e importante, a Aprosoja veio com tema oportuno para os produtores. Se continuarmos com essa carga vamos ficar inviáveis. Muitos vão sair do agronegócio e vamos ter um problema seríssimo para o Estado”, explicou.

Produtor em Tangará da Serra, Luciano Rezende enfatizou que a escolha do tema foi bastante pertinente e está totalmente ligado a realidade atual do setor, que passa por dificuldades e precisa de informações sobre o assunto escolhido. Ele lembrou que o Circuito também é um momento de união e celebração entre os produtores.

“O tema é super pertinente para atividade, dentro da realidade do produtor, todos nós estamos passando uma dificuldade grande em obter renda, que é o grande desafio do produtor hoje. Obviamente essas onerações, tributações, impostas pelo Governo não dá espaço pra termos lucro. Esse evento é uma oportunidade que o produtor tem de vir, se atualizar, sanar suas dúvidas e estar juntos. Super válido”, disse.

Já a delegada coordenadora de Tangará da Serra, Patrícia Pasa agradeceu a presença dos produtores do núcleo e enfatizou a alegria de ver muitas mulheres participando desta edição do Circuito Aprosoja.

“Foi muito bom ver as famílias presentes, as esposas dos produtores, que muitas vezes estão juntas trabalhando no escritório, na organização, levantamento de dados.  É de extrema importância que essas mulheres participem, pois executam papéis fundamentais dentro da atividade. Foi muito bom ver a participação da mulher para discutir esse tema de custo e tributação e também se atualizarem nos diversos assuntos tratados. Espero e convido todas para participarem cada vez mais”, pontuou.

Presidente Antonio Galvan disse que recebeu diversos elogios sobre o tema escolhido para o 14º Circuito Aprosoja. Ele também lembrou que a discussão é cada vez mais atual e se sente feliz em saber da aceitação dos associados.

“Nós escolhemos esse tema há aproximadamente uns três meses e cada dia que passa tem se tonado mais urgente e mais necessário discutir isso. O aumento dos nossos custos e as tributações, taxações impostas pelos Governos têm ameaçado a atividade rural. Esse tema também abre o leque pra tratarmos sobre Funrural, Lei Kandir, Fonte 100, Fethab, dentre outros tantos assuntos pertinentes. Nos deixa bastante satisfeitos e felizes, como presidente da Aprosoja, saber que foi bem aceito e que os associados estão satisfeitos com o tema escolhido”, finalizou Galvan.

SERVIÇO –  Próximas paradas do Circuito Aprosoja serão municípios localizados no Sul e depois Leste de Mato Grosso. Encerramento será no dia 10 de junho, em Cuiabá.

Para realização do evento a Aprosoja conta com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e das empresas parceiras Syngenta, Sicredi e SuperBac. Mais informações nas nossas redes sociais.

 

Fonte: Ascom Aprosoja


Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215

Email: [email protected]

Comentários Facebook
publicidade

Agro News

Pecuaristas usam ultrassonografia para selecionar animais de alto padrão e avaliar a qualidade da carne em MT

Publicado


.
Para avaliar a produção bovina, qualidade da carne e identificar os animais elite, o Eng Agrônomo e pecuarista Raul Almeida Moraes Neto, recorreu a tecnologia de avaliação de carcaças em animais vivos, por meio de ultrassonografia bovina, com o propósito de acompanhar a evolução do rebanho da raça Araguaia, criado no interior de Mato Grosso, na fazenda Santa Rita, em Torixoréu, a 550 km de Cuiabá.

A raça de gado de corte, Araguaia, apresenta grande capacidade produtiva e reprodutiva, foi desenvolvida pelo pecuarista e tem o acompanhamento do geneticista, Gismar Silva Vieira e agrega características genéticas de três origens, sendo a fusão entre a francesa blond d’aquitaine, a indiana nelore e a brasileira caracu. O parceiro e sócio-proprietário da Origem Premium, Alexander Estermann ressalta, que a meta é multiplicar os animais mais produtivos e com aptidão para carnes especiais, com qualidade superior.

“Essa técnica do ultrassom, permite acelerar a seleção de animais com maior rendimento de carcaças, melhor rendimento frigorífico e mais aderência aos parâmetros de maciez e de baixo teor de gordura que caracterizam os produtos da Origem Premium”.

O exame é de aplicação no melhoramento genético e indica as dimensões da área de olho de lombo (AOL), de gordura intramuscular da carne e maciez. A ultrassonografia de carcaça permite selecionar animais com alto potencial produtivo e de carne mais macia ao fornecer um levantamento detalhado, sobre as características do rebanho.

“A técnica de ultrassonografia de carcaça é uma tecnologia não nociva, o ultrassom é passado entre as duas últimas costelas, sendo a técnica mais atual. Com esse recurso, a gente consegue prever como o animal vai ser no abate. Identificamos àqueles que produzem maior volume de carne na carcaça e com maior ou menor teor de gordura e maciez e antes, isso só seria possível determinar após o abate. Desse modo, encurtamos e potencializamos o caminho do melhoramento genético, apuramos a quantidade e a qualidade de carne que o bovino vai deixar na indústria frigorífica”, explica o zootecnista, Caio Zacarias.

A 17 anos na criação da raça Araguaia, o pecuarista adotou pela primeira vez a tecnologia para avaliação de carcaças. Com base nos exames de imagem, o criador poderá verificar o desempenho individual dos animais, e determinar por meio do mapeamento genético a classificação de touros, matrizes de maior rendimento e qualidade que possam fornecer carnes no padrão premium.

“Com essa avaliação eu consigo apurar se o animal é mais produtivo, se produz mais carne ou não. Outro resultado é com relação a marmoreio, nós queremos uma carne com menor teor de gordura intramuscular, low fat, e que ofereça uma carne mais macia. Iremos separar os animais mais produtivos e com essas informações, ofertaremos no mercado uma genética superior em produtividade, e uma carne com baixo teor de gordura, mas com extrema maciez. Os melhores animais, multiplicaremos por meio de transferências de embriões, para atender o nosso programa de carne Origem Prêmium/ Raça Araguaia”, avalia o pecuarista.

De acordo com o especialista, os exames apresentaram índices expressivos quanto aos padrões de maciez e baixo teor de gordura. “Os resultados apontaram que os animais apresentam um diferencial, produzem muita carne e baixo teor de gordura, características de carne mais saudável, que classificamos como light”, avalia Zacarias.

As coletas dos exames de maciez da carne serão processados e analisados em laboratório especializado nos EUA , trata-se de uma ferramenta inovadora para aplicação no melhoramento genético dos rebanhos.

 

Assessoria de Imprensa

Comentários Facebook
Continue lendo

Agro News

NOTA DE PESAR: CORCINO JOÃO ZEMOLIN

Publicado


.

Fortalecimento Institucional

NOTA DE PESAR: CORCINO JOÃO ZEMOLIN

Era associado desde 2013 e pertencia ao Núcleo de Gaúcha do Norte

02/06/2020

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) comunica e lamenta o falecimento do senhor Corcino João Zemolin, 87 anos, vítima de infarto ocorrido na tarde de segunda-feira (01.06). 

Senhor Corcino era associado desde 2013 e pertencia ao Núcleo de Gaúcha do Norte e era considerado o pai da agricultura na região, onde foi pioneiro no plantio de soja nos idos de 1983.

Seu Corcino João foi sepultado na tarde desta terça-feira (02.06) e deixa esposa, quatro filhos, netos e bisnetos.

A diretoria e todos os colaboradores da Aprosoja Mato Grosso se solidarizam com a dor dos familiares, amigos e dos que com ele conviveram nas esferas profissional e pessoal.

 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Agro News

Juntos na luta contra a COVID-19

Publicado


.

Fortalecimento Institucional

Juntos na luta contra a COVID-19

Produtores rurais continuam produzindo para não faltar alimento para o mundo

02/06/2020

O Agro não para! Os produtores rurais continuam produzindo para não faltar alimento para o mundo, mesmo diante da pandemia provocada pelo COVID-19 (novo coronavírus). Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) também não pode parar e continua prestando serviços aos associados seguindo à risca todas as orientações de segurança com a saúde de associados e colaboradores.

  • Medidas de Prevenção
  • Cancelamento e remarcação de eventos
  • Revezamento de equipe
  • Viagens de colaboradores suspensas
  • Recepções de missões e pessoas estrangeiras na sede da entidade suspensas
  • Uso obrigatório de máscaras
  • Desinfecção do prédio da entidade
  • Higienização constante do ambiente de trabalho
  • Distanciamento entre colaboradores no local de trabalho
  • Álcool gel 70% em todas as salas, recepção e próximo aos elevadores
  • Distribuição de álcool em gel e máscaras para todos os colaboradores
  • Grupo de risco em home office

 

 

 

 

VEJA LINKS

 

 

  • Releases

RÁDIO

 

 

 

VÍDEOS

 

  • Conte com o agro

http://www.aprosoja.com.br/comunicacao/video/conte-com-o-agro

 

 

 

 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana