conecte-se conosco


Mato Grosso

Quinta-feira (02): Mato Grosso registra 41 pacientes confirmados de COVID-19

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (02.04), 41 casos confirmados de coronavírus em Mato Grosso. Um aumento de 13 casos, desde a divulgação da Nota Informativa de quarta-feira (01.04).

Os casos confirmados estão em Cuiabá (25), Rondonópolis (5), Nova Monte Verde (1), Tangará da Serra (2), Sinop (3), Lucas do Rio Verde (1) e Várzea Grande (4). Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada pela SES (anexada a este texto).

Dos 41 casos confirmados da COVID-19 em Mato Grosso, 27 estão em isolamento domiciliar e 14 estão hospitalizados, sendo 9 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 5 em enfermarias.

A Nota Informativa com dados atualizados é divulgada diariamente a partir das 17h. A coletiva de imprensa virtual com o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, transmitida pelo Instagram e Facebook do Governo do Estado, vai ocorrer, a partir desta sexta-feira (03.04), às 8h30 das segundas, quartas e sextas-feiras.

Cenário nacional

Nesta quinta-feira, o Governo Federal confirmou 7.910 casos de COVID-19 no Brasil e 299 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, na quarta-feira (01.04), o país contabilizava 240 mortes e 6.836 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Bolsonaro veta auxílio a caminhoneiros, manicures, garçons e dezenas de outras profissões

Publicado

Bolsonaro vetou, nesta sexta-feira, 15, a ampliação do auxílio emergencial de 600 reais para diversas categorias em maior vulnerabilidade durante o período de pandemia do novo coronavírus.

A sanção do projeto com os vetos foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) e assinada pelo presidente e os ministros da Economia, Paulo Guedes, da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e da Mulher, Bolsonaro retirou da Lei o dispositivo que ampliava o auxílio emergencial para categorias como garçons, motoristas de aplicativos e escolares, caminhoneiros, diaristas, artistas, ambulantes e manicures. Também foram excluídos os trabalhadores rurais como agricultores familiares, pescadores profissionais e artesanais, silvicultores, técnicos agrícolas, entre outros que teriam direito ao auxílio emergencial pelo projeto aprovado pelo poder Legislativo.

Como justificativa, o Planalto alegou que “a proposta de lei feria o princípio da isonomia por privilegiar algumas profissões em razão de outras” e também apontou que o Congresso não especificou qual seria a origem da verba nem o impacto do aumento de despesa nas contas públicas.

“Bolsonaro demorou cerca de 1 mês para sancionar nosso PL que amplia o auxílio emergencial. Não satisfeito com a demora, trouxe vetos injustificáveis! Negou o benefício de R$ 600 a pescadores, motoristas de aplicativos, taxistas, e muitos outros. Vamos lutar para derrubar esses vetos!”, disse o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), em suas redes sociais.

Foi vetada também a possibilidade de pais solteiros e chefes de família receberam o dobro do auxílio. Pelas normas, apenas mães chefes de família conseguem receber os R$ 1.200 do auxílio emergencial, agora ampliado para mães menores de 18 anos.

Comentários Facebook
Continue lendo

ARAGUAIA

Continua subindo e Barra do Garças já soma 60 casos confirmados de Covid-19

Publicado

Mato Grosso atingiu o número de 1005 casos do novo coronavírus conforme boletim divulgado já na noite de terça-feira dia 19/5. Neste mesmo boletim, a cidade de Barra do Garças (que é a maior do Vale do Araguaia) está com 60 pessoas infectadas com Covid.

Dos 1005 casos de MT, 88 pessoas estão internadas e 522 estão em isolamento domiciliar. 363 pacientes já estão recuperados e já forma registrados 32 óbitos.

Já a cidade de Barra do Garças tem 44 casos sendo monitorados e 13 pacientes já recuperados da Covid. O município barra-garcense tem três óbitos de dois homens e uma mulher acima de 60 anos. Teve uma quarta morte no município, mas foi atribuída a cidade de Ponte Branca, de um senhor de 82 anos.

Continua subindo  e Barra do Garças já soma 60 casos confirmados de Covid-19

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Saiba como denunciar aglomerações ilegais em Mato Grosso

Publicado

Os vários decretos municipais e estaduais que orientam a população a não se aglomerar parecem ter efeito justamente contrário em algumas pessoas. A única medida realmente eficaz para evitar a propagação do novo coronavírus tem sido frequentemente ignorada. Uma passada rápida em bares, principalmente em bairros mais afastados de regiões centrais, é suficiente para que diversas aglomerações sejam flagradas.

Talvez muitas pessoas não saibam que a Polícia Militar de Mato Grosso está designada a receber denúncias de aglomerações. Para isso, o denunciante pode relatar a aglomeração tanto pelo 190 quanto pelo 0800 65 3939. Em ambos os casos, a denúncia pode ser feita de forma anônima.

Na semana passada, policiais militares do 1º BPM e agentes da prefeitura de Cuiabá autuaram o proprietário de um estabelecimento comercial por promover aglomeração e por pessoas estarem sem máscara, no bairro Porto. As equipes foram acionadas e quando chegaram ao local encontraram cerca de 30 pessoas consumindo alimentos e bebendo. Com a irregularidade, a equipe da gestão municipal notificou e fechou o estabelecimento.

O mesmo ocorreu em Rondonópolis. Em cumprimento a Lei Estadual 11.110, policiais militares identificaram vários estabelecimentos comercial com aglomeração de pessoas nos dias 8 e 9 deste mês. Os proprietários foram notificados e fecharam os estabelecimentos. As pessoas foram orientadas a voltar para casa.

Uso de máscara
Na primeira semana de fiscalização do cumprimento do decreto estadual 465/2020 (lei 11.110) que estabelece multa de R$ 80 ao comerciante, diretor ou responsável pelo estabelecimento onde forem encontradas pessoas sem máscaras faciais, sejam clientes, funcionários ou mesmo proprietários, a PM aplicou 514 notificações.

O balanço é referente ao período do dia 5 a 12 deste mês e contabiliza ações em todos os municípios mato-grossenses. E, de acordo com os dados disponibilizados pela Superintendência de Planejamento Operacional e Estatística (Spoe) da Polícia Militar, as 10 cidades com o maior número de notificações são: Várzea Grande (88), Nova Marilândia (56), Rondonópolis (44), Feliz Natal (38) São José do Rio Claro (33), Sorriso (31), Santo Afonso (29), Cuiabá (28), Primavera do Leste (24), Paranatinga (20).

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana