conecte-se conosco


Policial

Rede de Frente realiza capacitação para 200 profissionais de Segurança em Barra do Garças

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Cerca de 200 profissionais de Segurança Pública participaram de uma capacitação voltada ao aprofundamento de questões relacionadas a violência doméstica, realizada nos dias 05 e 06 de novembro, pela Rede de Frente em Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá).

No treinamento, em que foram abordados diferentes temas relacionados a violência doméstica, estiveram presentes policiais civis, militares, além de servidores da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e do Conselho Tutelar. As turmas foram divididas entre os dois dias visando a participação de maior número de servidores.

Entre outros objetivos, o curso visa a qualificação no atendimento às vítimas mulheres, o desenvolvimento de formas de interação entre as instituições envolvidas com ações de combate a violência doméstica e a compreensão a vivência emocional das vítimas.

Na abertura do evento, o delegado regional, Adilson Gonçalves de Macedo, falou sobre a necessidade de falar sobre o atendimento humanizado à vítima. A investigadora de polícia e presidente da Rede de Frente, Andrea Guirra, falou sobre a criação do Rede de Enfrentamento e sua razão de existir.

Entre as palestras, o professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Luís Bitante, abordou o tema “Aspectos Históricos e Culturais da Naturalização da Violência Contra a Mulher: Uma Análise pelo Gênero”. Em seguida, a psicóloga e professora do Centro Universitário Univar, Ana Paula Fernandes, apresentou a palestra “Ciclo da Violência Doméstica: a Vivência Emocional das Vítimas”.

À tarde, a promotora de justiça, Luciana Abrão discorreu sobre o tema, “Do Inquérito Policial ao Tribunal do Júri: Aspectos Técnicos e Práticos Sobre o Crime de Feminicídio”. Ao final, tivemos a defensora pública, Lindalva  Ramos, falou sobre a “Escuta Qualificada e Atendimento Humanizado e o Trabalho em Rede.

 

 

 

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil prende funcionário e recupera televisores furtados de loja em Jaciara

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Jaciara (144 km ao Sul) esclareceu o furto ocorrido na empresa Gazin do município, ocorrido na quinta-feira (21.05), com a prisão do suspeito, menos de 24 horas após o crime. Durante as investigações, um funcionário da empresa foi identificado como autor do furto.  Outras duas pessoas, um intermediador da venda e o receptador dos produtos também foram conduzidos.

As investigações iniciaram após o gerente da empresa procurar a Delegacia de Jaciara comunicando que durante conferência do estoque foi percebido que estavam faltando dois televisores.  Em checagem das câmeras de segurança, foi percebida a movimentação incomum de um funcionário que trabalha como manobrista dos caminhões de carga.

Para praticar o crime, o funcionário colocou os dois aparelhos de TV, de 50 polegadas, dentro da caminhão vazio e depois estacionou ao lado do seu veículo Chevrolet Onix, e colocou as televisões em seu porta-malas. Diante das evidências, os policiais abordaram o suspeito que confessou o furto e revelou que entregou os aparelhos para o comprador em Rondonópolis.

A venda das televisões foi intermediada por um amigo do autor do furto que alegou não saber que os aparelhos eram de origem ilícita. As TVs avaliadas em aproximadamente RS 2,5 mil cada foram vendidas por R$ 1.450 a unidade (valor total de R$ 2,9 mil). A entrega dos produtos foi realizada em Rondonópolis (212 km ao Sul).

Com base nas informações, a equipe da Polícia Civil de Jaciara se deslocou até Rondonópolis, onde apreenderam os aparelhos já instalados na casa do receptador. Questionado, ele disse que não sabia que os produtos eram de origem ilícita, e que acreditou que os produtos eram vendidos por valor abaixo ao de mercado por ser “de segunda mão”, uma vez que os suspeitos disseram que o dono estava vendendo pois precisava de dinheiro para viajar.

Os aparelhos foram apreendidos e os três suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Jaciara, sendo realizada a autuação em flagrante do funcionário autor do crime de furto qualificado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil cumpre mandados de buscas para esclarecer desaparecimento em Comodoro

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Comodoro (644 km a Oeste de Cuiabá) com apoio da equipe da Delegacia de Campos de Júlio (553 km a Nordeste da Capital) deflagrou na sexta-feira (22.05), a operação Porto Seguro com objetivo de dar cumprimento a três ordens de busca e apreensão em investigações de um desaparecimento no município.

A operação foi desencadeada para coleta de elementos que possam auxiliar no esclarecimento do desaparecimento de Luciano Claudemir de Oliveira, conhecido como “Mudinho”, ocorrido na data de 20 de abril.

Durante as buscas em um dos alvos, as equipes localizaram duas armas de fogo com numeração não identificadas, sendo uma espingarda, calibre 38, sete cartuchos do mesmo calibre, uma espingarda de pressão, um aparelho celular, quatro motosserras e um animal silvestre abatido.

Questionado, o suspeito disse que não possui documentação das armas, motosserras e cartuchos encontrados na casa. Diante dos fatos, foi realizada a apreensão do material e a condução do investigado à Delegacia de Comodoro onde foi lavrado o flagrante de posse ilegal de armas de munições.

Em outra residência alvo de mandado, foram apreendidos vários objetos identificados como da vítima desaparecida. No local, os policiais apreenderam uma motosserra, vários molinetes, quatro aparelhos celulares, uma bolsa de ferramentas, além de uma motocicleta.

Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Comodoro para prestar esclarecimentos e para as providências relacionadas ao caso. As investigações continuam em andamento.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Operação resulta em oito prisões, apreensões de armas de fogo e recuperação de produtos furtados

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Operação Ordenha, realizada nesta sexta-feira (22.05) pela Polícia Civil no município de São José dos Quatro Marcos e em mais quatro cidades da região oeste, resultou no cumprimento de seis mandados de prisões preventivas, duas prisões em flagrante, apreensões de armas de fogo e munições de diversos calibres e recuperação de produtos furtados. Outros oito mandados de buscas e apreensões também foram cumpridos durante a operação que investiga crimes de roubos de veículos e homicídios ocorridos na região.

Os mandados de prisões foram cumpridos em Araputanga, Mirassol d’Oeste e Comodoro. Durante as buscas foram aprendidas cinco armas de fogo, entre elas espingardas.

Coordenada pelo delegado de São José dos Quatro Marcos, Edison Pick, a operação é resultado de uma investigação iniciada em setembro de 2019, após a ocorrência de roubo de veículos com restrição de liberdade das vítimas, na zona rural do município. Homens armados ameaçaram as vítimas e roubaram veículos em uma propriedade na comunidade Caeté.  A partir da investigação desse roubo, a Polícia Civil do município levantou diversas informações e chegou à identificação de alguns suspeitos que estavam ligados a outros crimes na região.

“Mostramos para sociedade o resultado de nossas investigações, que seguem para esclarecer todas as informações apuradas com a operação Ordenha. Agradeço o empenho de todas as equipes envolvidas com o trabalho da Polícia Civil”, disse o delegado.

A operação Ordenha teve apoio de equipes policiais das Delegacias de Mirassol d’Oeste e de Porto Esperidião, da Delegacia Especial de Fronteira (Defron) e do 17º Batalhão da Polícia Militar.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana