conecte-se conosco


Mato Grosso

Sábado (08): Mato Grosso registra 63.336 casos e 2.125 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (08.08), 63.336 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 2.125 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado e 24 mortes nas últimas 24 horas. 

Foram registradas 988 novas confirmações de coronavírus no Estado. Dos 63.336 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 20.273 estão em monitoramento e 40.938 estão recuperados. 

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 294 internações em UTIs públicas e 301 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 78,44% para UTIs adulto e em 34,05% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (13.574), Várzea Grande (5.009), Rondonópolis (3.766), Lucas do Rio Verde (3.255), Sorriso (3.025), Tangará da Serra (2.729), Sinop (2.339), Primavera do Leste (2.063), Nova Mutum (1.613) e Campo Novo do Parecis (1.224). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. 

O documento ainda aponta que um total de 57.253 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 3.217 amostras em análise laboratorial. 

Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h. Para acessar o Painel Interativo da Covid-19 em Mato Grosso, clique aqui.

Cenário nacional

Neste sábado (08), o Governo Federal confirmou 3.012.412 casos da Covid-19 no Brasil e 100.477 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 99.572 óbitos e 2.962.442 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Detran-MT recicla mais de 6 mil veículos inservíveis neste ano

Publicado


.

Mais de seis mil veículos e motocicletas passaram por processo de descontaminação e reciclagem este ano em 58 pátios do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT). A estimativa da autarquia é reciclar cerca de 12 mil veículos até o final do ano em todo Estado.

Nesta semana, serão reciclados 1.028 veículos em pátios do Detran-MT em 11 municípios: Alta Floresta, Colíder, Apiacás, Nova Bandeirantes, Guarantã do Norte, Terra Nova do Norte, Peixoto de Azevedo, Nova Monte Verde, Santa Rita do Trivelato, Nobres e Nova Canaã do Norte.  

A reciclagem é realizada com os veículos inservíveis, aqueles que não estão aptos a voltar a trafegar pelas vias públicas e que estão há mais de um ano nos pátios do Detran, sem a solicitação de retirada pelos proprietários.

Nessa situação, o Código de Trânsito Brasileiro autoriza os órgãos a fazerem a reciclagem desses veículos, que é realizada por empresas especializadas.

Segundo o diretor de Veículos do Detran-MT, o serviço de reciclagem é uma ação continuada da autarquia para a correta destinação dos materiais poluentes, manutenção da limpeza dos pátios, além da preservação da saúde pública e do meio ambiente.

Reciclagem

O processo de descontaminação e reciclagem dos veículos inicia com a retirada da bateria, óleo, combustível e pneus, dando a empresa responsável a devida destinação exigida para cada material. Só então é feita a compactação, pesagem e envio do material para reciclagem.

Após o processo de reciclagem, o Detran-MT realiza a baixa definitiva do cadastro do veículo, para evitar novos débitos desses veículos nos anos subsequentes. 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Equipes de fiscalização e resgate patrulham rios do Pantanal em busca de animais feridos

Publicado


.

Equipes da Coordenadoria de Fiscalização de Fauna da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e do Posto de Atendimento Emergencial de Atendimento a Animais Silvestres do Pantanal (PAEAS Pantanal) estão realizando o monitoramento fluvial do Pantanal, espacialmente os rios Cuiabá e são Lourenço. Os objetivos são atender animais que estejam feridos, identificar se é necessária a disponibilização de alimentos e impedir ações depredatórias contra a fauna local.

Em um dia de patrulhamento, foram avistados na beira dos rios diversos animais como aves, onças, capivaras, jacarés, ariranhas e outros animais que tem o hábito de permanecer na beira do rio. De acordo com a médica veterinária, Karen Ramos, repensável técnica pelo PAEAS Pantanal, os animais avistados pela equipe durante a ronda de domingo (20) passam bem e, inicialmente, não necessitam de cuidados especiais. No trajeto terrestre, também foram avistados veados mateiros, antas e quatis.

Ao longo do trajeto, os fiscais da Sema Rivelino Leite e Reinaldo Assis, acompanhados dos policias militares da força tática Sub-Tenente Lincoln e Soldado Lazarri, realizaram a abordagem de pescadores e barco-hotéis. Todas a operação foi acompanhada pelo gerente do Parque Estadual Encontro das Águas, Raimundo Fagundes.

Em campo

As equipes de médicos veterinários, biólogos e assistentes estão distribuídas em todo Pantanal e têm como ponto de referência o PAEAS Pantanal no quilômetro 17 da rodovia Transpantaneira.

As três equipes de resgate do PAEAS, contam com o apoio do Instituto Mata Ciliar que está atendendo os animais em Barão de Melgaço, da Ampara Silvestre que está situada no quilômetro 80 da Transpantaneira e do Grupo de Resgate de Animais em Desastres que atua principalmente na região de Porto Jofre, também em Poconé. A gestão dos animais resgatados é realizada pela coordenadoria de Fauna da Sema.

Toda vida importa

O PAEAS Pantanal é um dos instrumentos de resposta aos incêndios florestais e integra as ações do Centro Integrado Multiagências (Ciman). A força tarefa para atendimento aos animais reúne esforços de órgãos do Governo de Mato Grosso, Governo Federal, entidades de classe, terceiro setor e instituições privadas.

O grupo é coordenado pelo Comitê Estadual de Gestão do Fogo e é formado pelas secretarias de Meio Ambiente e Segurança Pública, BPMPA, Batalhão de Emergências Ambientais do Corpo de Bombeiros Militar, Programa REM-MT, Instituto de Defesa Agropecuária (Indea),

Assembleia Legislativa, Prefeitura de Poconé, Juizado Volante Ambiental e Ibama. A UFMT está presente por meio do Hospital Veterinário, Centro Acadêmico de Medicina Veterinária e Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres. O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) também apoia as ações.

O Conselho Regional de Medicina Veterinária e a Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso também compõem o grupo. Do terceiro setor, a Ampara Silvestre, Associação de Defesa do Pantanal (Adepan), Instituto Mata Ciliar, Ecotrópica, É o Bicho MT e SOS Pantanal somam esforços. Já da iniciativa privada apoiam a ação a Integral Pet, laboratório VET Vida, Vivet, Clínica Anjo da Guarda e Pantaneiro Clínica Veterinária.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governo vai fomentar rodadas de negócios e plataforma de oferta turística para atrair interessados de dentro do Estado

Publicado


.

A pandemia da Covid-19 e os incêndios florestais impactaram o turismo em todo o Estado, em 2020, principalmente no Pantanal. Para reverter esse cenário, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT) vai fomentar o setor através de rodadas de negócios em uma plataforma desenvolvida pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O objetivo é atrair principalmente turistas que vivem em Mato Grosso e que buscam ao longo do ano por pacotes turísticos destinados a outras regiões do país ou viagens internacionais. Reservas agendadas para o Pantanal até o mês de dezembro de 2020, tiveram registros significativos de cancelamentos e adiamentos, com queda de 90% nos últimos dias.

A Plataforma Integrada de Turismo, do Programa Descubra Mato Grosso também será uma das ferramentas adotadas neste processo. Essa plataforma é uma ferramenta inovadora de gestão virtual da oferta turística dos municípios e regiões, com base na metodologia do inventário da oferta do Ministério do Turismo, que fornecerá informações, organizadas e sistematizadas para o planejamento, gestão e promoção da atividade turística em Mato Grosso.

A previsão é de que parcerias e negociações sejam iniciadas no mês outubro, quando começar o período de chuvas e possível regeneração do meio ambiente. Participam das reuniões o Governo do Estado, donos de hotéis, pousadas, operadores de viagem e agentes de viagem que estejam cadastradas na Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV).

“A Secretaria vem atuando como interlocutor entre as Secretarias de Estado e Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT) para encontrar soluções e dar suporte a médio prazo para os empresários e turistas, principalmente no Pantanal. Fizemos várias reuniões com o Ciman, donos de hotéis e pousadas, Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra), que já está mobilizada para a reconstrução de 10 pontes de madeira queimadas nos incêndios e assim evitar que a população local e visitantes fiquem ilhados”, destacou o secretário adjunto de Turismo da Sedec, Jefferson Moreno.

No Pantanal, 40 pousadas e hotéis e 18 barcos hotéis localizados em Cáceres, Barão de Melgaço, Poconé (Porto Jofre) e Rodovia Transpantaneira mantêm o atendimento reduzido e também servem como suporte para as equipes que estão atuando no combate às chamas.

“A situação dos hotéis é delicada. O primeiro impacto que sofremos este ano no setor do turismo foi por conta da pandemia da Covid-19, e agora, com a situação dos incêndios em áreas de preservação e pontos turísticos. Tivemos a atividade abalada ambientalmente e economicamente, mas estamos empenhados em encontrar soluções para fomentar o setor, não apenas para os próximos meses, mas para os próximos anos”, concluiu o secretário.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana