conecte-se conosco


Entretenimento

Sasha diz que sofre preconceito: “As pessoas não me conhecem”

Publicado

Nesta quarta-feira (18) a revista Vogue divulgou uma entrevista com Sasha, na qual a modelo falou sobre  a expectativa das pessoas sobre ela. “As pessoas não me conhecem, o que elas têm é um pré-conceito do que eu deveria ser”, declarou a filha de Xuxa.

Leia também: Avó de Sasha fala sobre briga com a neta: “Não foi por maldade”

Sasha Meneghel arrow-options
Reprodução Instagram

Sasha Meneghel


Leia também: Sasha confessa que se incomodava com a fama: “Minha atitude era fugir”

Apesar da chegada midiática ao mundo, com direito a transmissão no “Jornal Nacional”, Sasha tentou ter alguma privacidade e se manter longe dos holofotes durante toda a adolescência, até que ressurgiu, revelando uma versão de si que vai muito além do que ser ‘apenas’ a herdeira de Xuxa .

Leia também: Mais à vontade com a fama, Sasha Meneghel se afasta da sombra de Xuxa na mídia

Aos 21 anos, atualmente, Sasha está trilhando seu próprio caminho nas passarelas. A entrevista completa para a Vogue estará disponível na próxima edição da revista.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Glória Maria relembra episódio de racismo: “Vivi desde sempre”

Publicado


source

No ” Globo Repórter ” de sexta-feira (05), o programa fez uma reedição de um debate histórico exibido pelo programa “Em Pauta”, da GloboNews, com jornalistas negros do grupo Globo, Heral Pereira, Maju Coitinho, Zileide Silva, Flávia Oliveira, Aline Midlej e Lilian Ribeiro, para falar sobre o racismo.

Leia também: Após ser acusada de racismo, Luisa Mell quer ajudar mãe de Miguel Otávio

Gloria Maria
Reprodução/Instagram

Glória Maria


Uma das principais jornalistas da Globo, Glória Maria não participou por estar se recuperando de um tratamento de saúde, mas fez questão de aparecer no programa diretamente da sua casa. “Eu não pude participar porque ainda estou me recuperando de um tratamento de saúde, um tratamento difícil, mas eu superei. E superei também porque de dificuldades, eu entendo desde sempre. Quem nasce orgulhosamente negro, sabe muito bem o que são obstáculos”, disse ela.

Assim como todos os colegas fizeram, Glória também relembrou um episódio de racismo marcando do qual foi vítima.

Leia também: Preta Gil fala sobre intolerância religiosa em live com Teresa Cristina

“Racismo é uma coisa que eu conheço, que eu vivi, desde sempre. E a gente vai aprendendo a se defender da maneira que pode. Eu tenho orgulho de ter sido a primeira pessoa no Brasil a usar a Lei Afonso Arinos, que punia o racismo, não como crime, mas como contravenção. Eu fui barrada em um hotel por um gerente que disse que negro não podia entrar, chamei a polícia, e levei esse gerente do hotel aos tribunais. Ele foi expulso do Brasil, mas ele se livrou da acusação pagando uma multa ridícula. Porque o racismo, para muita gente, não vale nada, né? Só para quem sofre”, relembrou Glória Maria .

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Zé Neto e Cristiano, Jota Quest  e mais lives para assitir neste fim de semana

Publicado


source

As lives já se tornaram um verdadeiro fenômeno nesse período de isolamento social. Com mais um fim de semana , os shows ao vivo voltam a tomar conta da internet e são uma boa opção de entretenimento para quem está em casa buscando uma maneira de se divertir e curtir os dias de folga.

Zé Neto e Cristiano
Reprodução/Instagram

Zé Neto e Cristiano fazem nova live este fim de semana


Nesse fim de semana, o sertanejo é o protagonista das lives . O ritmo musical será bem representado por artistas como Zé Neto e Cristiano, Fernando e Sorocaba e Leonardo. Quem não é fã de sertanejo, pode curtir shows como Jota Quest e Mumuzinho.

Sábado (6)

Bell Marques – 18h
Zé Neto e Cristiano – 18h
Fernando e Sorocaba- 20h
Jota Quest – 20h

Domingo (7)

Inimigos da HP – 14h
Mumuzinho – 18h
Villa Mix em Casa Modão (com Leonardo, Rio Negro e Solimões e mais) – 15h

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Além de “Madeleine”, outras cinco séries que narram crimes reais

Publicado


source

Treze anos depois,  a polícia alemã identificou um novo suspeito  pelo desaparecimento de Madeleine McCann . Com o novo desdobramento no caso, a procura pela série da Netflix que conta os bastidores das investigações do crime, que aconteceu em 2007, aumentou. Se você gosta de casos reais e tem estômago para saber em detalhes várias barbaridades que já aconteceram no mundo criminal, vai querer maratonar também essas produções:

Leia também:
O mundo era outro quando “Chocolate com Pimenta” estreou
Confira 8 produções para entender mais sobre o racismo
A luta antirracista narrada em 5 livros de autores negros

“The Trials of Gabriel Fernandez”


Em “The Trials of Gabriel Fernandez”, ou “Os Julgamentos de Gabriel Fernandez ” em português, a Netflix apresenta um relato completo e documentado do que aconteceu com o garoto, de origem latina, que vivia em Palmdale, norte de Los Angeles, EUA.

Através dos seis episódios, o documentário detalha as investigações feitas por assistentes sociais do país, que acabaram descobrindo que a criança sofria constantemente com abusos domésticos antes de ser morto pela mãe e pelo padastro, que desconfiavam da sexualidade do menino.

“Investigação Criminal”


A produção mostra como delegados, peritos e legistas conseguiram encontrar respostas para crimes que abalaram o Brasil. Entre eles, estão casos como os de Isabella Nardoni, Suzane Von Richthofen , Eloá, Maníaco do Parque, João Hélio, Farah Jorge Farah, Caroline Silva Lee, do serial killer de Itaquaquecetuba, do crime da Rua Oscar Freire e vários outros.

Produzidas pela  A&E  e antes disponíveis na Netflix , as nove temporadas, totalizando mais de 70 espisódios, estão agora no  Looke , serviço de streaming brasileiro.

“Conversando com um serial killer”


Ted Bundy foi um dos serial killers mais emblemáticos dos Estados Unidos. Nos anos 1970, ele foi responsável pelo assassinato brutal de dezenas de mulheres. Mesmo 50 anos depois, ele ainda desperta fascínio e espanto no público.

Produzida pela Netflix em 2019, a série reúne uma série de entrevistas atuais com policiais, jornalistas, advogados e até amigos de Ted, materiais de arquivo e gravações de áudio que traçam o perfil do criminoso. Os quatro episódios de “Conversando com um serial killer” estão disponíveis no serviço de streaming.

“Gênio do Mal: A Verdadeira História do Assalto a Banco Mais Diabólico da América”


Em 2003, nos Estados Unidos, um entregador de pizza entrou num banco com uma bomba em seu corpo e uma estranha bengala. Após anunciar o assalto, vem a parte mais assustadora da história: o homem simplesmente explodiu.

A série documental produzida e disponível na Netflix  explora o que há por trás do misterioso caso do ” pizza bomber “, como veio a ser chamado. A história real deixou muitas dúvidas – Ele estava por trás do roubo? Era a vítima? O que deveria fazer? Com um minucioso trabalho de pesquisa e acervo, a produção tenta solucionar algumas destas questões.

“Marielle – O Documentário”


A série documental conta a vida e a morte da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco , e de seu motorista, Anderson Gomes , em um atentado em 2018. Até hoje, o crime não foi solucionado e o culpado está impune.

Original Globoplay , a produção registra momentos íntimos da vida da vereadora e do motorista, construíndo uma narrativa até o assassinato da dupla. São seis episódios, que variam entre 45 e 60 minutos, compostos por entrevistas com os familiares das vítimas, policiais, jornalistas que cobriram o caso, procuradores e autoridades políticas e outros materiais inéditos.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana