conecte-se conosco


Cuiabá

Secretaria de Saúde realiza “Dia D” em Prevenção de Incapacidades Físicas

Publicado

A campanha Janeiro Roxo, que tem o objetivo de conscientizar a população sobre a luta contra a hanseníase, começou em Cuiabá oficialmente no dia 09 de janeiro. Na data uma palestra foi proferida pela médica do PSF Renascer, Dra. Andreia Tomborelli, para os pacientes que aguardavam por atendimento na sala de espera da unidade.

Ela explicou que os principais sintomas da hanseníase são o aparecimento de manchas brancas, vermelhas ou roxas pelo corpo, ou de caroços. Além disso, a pessoa pode apresentar infiltrado da pele do rosto e da orelha, queda das sobrancelhas, cílios, dos pelos ao redor das manchas. Também pode acontecer perda de sensibilidade dos olhos, perda de força nas pálpebras, perda de força e sensibilidade nas mãos e pés. 

Para intensificar as ações de conscientização do conceito para as famílias e as comunidades, reforçando o reconhecimento dos sinais e sintomas da hanseníase, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Diretoria de Atenção Básica, vai realizar na próxima segunda-feira (20) o “Dia D” em Prevenção de Incapacidades Físicas.

Segundo o Responsável Técnico do Programa Municipal de Controle da Hanseníase, Cícero Fraga, no dia 20 todas as unidades básicas de saúde realizarão ações como roda de conversa, palestras e avaliações das pessoas que estiverem esperando atendimento. “As mensagens centrais que queremos transmitir é que diagnosticar é prevenir, pois a hanseníase tem tratamento e cura e também que o diagnóstico tardio pode provocar incapacidades físicas e deformidades visíveis”, comentou Cícero.

A doença

A hanseníase, comumente conhecida como lepra, é uma doença infecciosa causada pela bactéria Mycobacterium leprae, ou bacilo de Hansen, que lesiona os nervos periféricos e diminui a sensibilidade da pele. Sua transmissão ocorre através do contato direto com doentes sem tratamento, pois estes eliminam os bacilos através do aparelho respiratório superior em meio a secreções nasais e gotículas da fala, tosse e espirro. No caso dos doentes que recebem tratamento médico, não há risco de transmissão.

A hanseníase tem cura e seu tratamento é realizado através de medicamentos via oral. Esta doença é tratada nas unidades de saúde e seu tratamento é gratuito. Os remédios são administrados via oral, pela poliquimioterapia (PQT), uma associação de medicamentos que evita a resistência do bacilo e deve ser administrada por seis meses ou um ano a depender do caso.

Uma importante medida de prevenção é a informação sobre os sinais e sintomas da doença, pois, quanto mais cedo for identificada, mais fácil e rápida ocorrerá a cura. Outra medida preventiva é a realização do exame dermato-neurológico e aplicação da vacina BCG nas pessoas que vivem com os portadores desta doença.

 

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá

Secretaria de Fazenda mantém atendimentos por telefone e canais eletrônicos

Publicado


.

Seguindo as diretrizes do decreto nº 7.849, assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro nessa sexta-feira (20), a Secretaria Municipal de Fazenda suspendeu o atendimento presencial ao público. Durante o período de 23 de março até 5 de abril, conforme estabelecido no documento, todos os serviços relacionados ao órgão serão realizados por meio de telefones ou canais eletrônicos. 

As atividades relacionadas a situação fiscal do munícipe junta a Prefeitura de Cuiabá são ofertadas diretamente no Centros Integrados de Atendimento ao Contribuinte (CIACs) e nas Lojas de Atendimento ao Cidadão (LACs). As estruturas, distribuídas na região Sul, Norte e área central, atendem diariamente milhares de pessoas. Dessa forma, a suspensão cumpre com a recomendação de evitar aglomerações. 

O decreto nº 7.849 institui a adoção de medidas de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). Entre as determinações está a aplicação do modelo de trabalho “home office” para os servidores municipais. Isso porque, as recomendações da Organização Mundial da Saúde consideram o isolamento social a principal estratégia de prevenção.

O sistema não se aplica, porém, aos servidores da área fim da Saúde, das áreas de fiscalização das secretarias de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Mobilidade Urbana e Ordem Pública, além dos ligados a serviços essenciais.

Veja no anexo abaixo como serão feitos os atendimento relacionados aos serviços de ISSQN, IPTU, ITBI, alará e cadastro imobiliários. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Procuradoria Fiscal do Município adota atendimento virtual a partir desta segunda-feira (23)

Publicado


.

Em cumprimento ao Decreto Municipal de nº 7.839/2020, publicado no início desta semana, o atendimento ao público realizado de forma presencial na Procuradoria Fiscal do município estará suspenso a partir de segunda-feira (23), a fim de reduzir o número de pessoas na sede, evitando assim, a exposição dos contribuintes e colaboradores. A nova determinação foi informada pelo prefeito Emanuel Pinheiro na tarde desta sexta-feira (20) na adoção de medidas emergenciais no controle, prevenção e disseminação do coronavírus em Cuiabá.

O atendimento será realizado apenas por meio virtual. O trabalho será interno e o atendimento será virtual até o dia 05 de abril. Os serviços que eram disponibilizados presencialmente serão disponibilizados por meio do aplicativo de mensagens instantâneas via WatsApp ou por e mail, explicou o procurador geral do Município Marcus Brito.

Um dos exemplos é a emissão de certidão negativa, que poderá ser retirada pelo site oficial da Prefeitura de Cuiabá.  “Essa medida foi adotada conter a disseminação do coronovaírus no âmbito do atendimento ao público da Procuradoria Fiscal”, esclareceu o procurador.

A Procuradoria realiza emissão de certidão negativa com efeito positiva, parcelamentos de tributos, consultas à processos administrativos fiscais, emissão de extratos e guias de tributos, fornecimento de carta de anuência e plantão tira dúvidas. Esses são os serviços prestados e que serão realizados pelos telefones funcionais (65) 98448-5830; 99251-3390; 99203-2579 e 99223-6668, e ainda pelo endereço de email: [email protected].

A mesma medida foi adotada no Centro Integrado ao Contribuinte (Ciac) e Lojas de Atendimento (Lac). “É necessário que cada cuiabano faça a sua parte, em casa e na rua. Conto com o apoio da população. O momento é de atenção, prevenção, cuidado e muita responsabilidade. Mas não podemos abrir mão da nossa serenidade”, disse o Prefeito Emanuel Pinheiro.

Decretos 

 A Prefeitura de Cuiabá já editou os decretos de números 7.839, 7.846 e 7.847 do corrente ano, versando sobre medidas preventivas.

Confira abaixo a lista das principais:

-Suspensão das aulas nas 164 unidades de ensino da rede municipal

 Proibição do corte de fornecimento de água por 60 dias.

.

– Garantia da merenda para alunos em situação de vulnerabilidade social e/ou beneficiários do Bolsa Família.

– Disponibilização de atividades EAD para os alunos da Educação de Jovens e Adultos.

– Suspensão das atividades em grupo nos CRAS e CREAS.

– Limitação do Restaurante Popular a 50 pessoas por vez. – Suspensão do passe livre e da tarifa social de 23/03 a 05/04

– Suspensão de eventos de qualquer natureza que exijam licença do poder público, com aglomerações superior a 100 pessoas em locais abertos e acima de 50 em locais fechados

– Higienização dos ônibus no ponto final de cada linha e disponibilização de álcool em gel nos terminais e estações.

– Higienização permanente e ventilação das estações Alencastro, Ipiranga e Bispo.

– Suspensão das perícias na SEMOB de 23/03 a 05/04.

– Prorrogação no vencimento das taxas de vistoria de veículos por 90 dias.

– Limitação a 100 pessoas na ocupação das feiras livres.

– Liberação para home office dos servidores com doenças crônicas, gestantes e lactantes.

– Regime excepcional de trabalho para servidores que retornarem de viagens a qualquer localidade com casos de covid-19 registrados.

– Serviços da procuradoria, CIAC e LAC devem ser disponibilizados por meio digital.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Tire dúvidas sobre o novo Coronavírus e medidas preventivas

Publicado


.

A gerente de Vigilância em Doenças e Agravos Transmissíveis do Município, Flavia Guimarães participou de um bate papo, na noite da última quinta-feira (19), pelos perfis oficiais da Prefeitura no Instagram e Facebook, onde o assunto abordado foi o novo Coronavírus (Covid-19), a fim de esclarecer as principais dúvidas da população. 

A iniciativa teve como objetivo propagar à população informações seguras, tirar dúvidas sobre a transmissão e dar dicas de prevenção em relação ao Covid-19. Para uma maior interação, perguntas foram coletadas por meio das suas mídias sociais, que foram respondidas durante a transmissão.

A disseminação de informações responsáveis também é uma das medidas adotadas pelo Município para evitar o avanço do vírus. Além disso, o prefeito Emanuel Pinheiro criou o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, por meio do decreto 7.839/2020, que já está atuando diariamente no combate a pandemia. Outros dois decretos foram editados e fortalecem a rede de prevenção à doença. 

 

Confira algumas das perguntas que a profissional da sáude respondeu durante o bate papo:

 

1 – O que que é o novo Coronavírus?

F: Nós recebemos uma notificação no fim de dezembro, começo de janeiro da Organização Mundial da Saúde sobre a ocorrência de casos do novo Coronavírus.

E o que quer dizer novo? Ele é um novo vírus, porque já tivemos em 2003 e em 2012 alguns casos de Corona. Agora, estamos presenciando uma transformação dele, por isso é chamado de novo. Mas ele já está entre nós desde 1937 e foi catalogado em 1960 mais ou menos. Desde então é que se conhece a família dos Coronavírus.

Atualmente ele tem nos preocupado pela sua capacidade de disseminação entre as pessoas, de propagação. Nestes outros dois momentos que eu mencionei ele não tinha essa capacidade. Os casos foram localizados e não teve essa grande proporção que estamos vivenciando. Como estamos em uma pandemia, que é quando há casos em vários países ao mesmo tempo, precisamos pensar em como podemos agir para conter e minimizar essa transmissão.

 

2 – Quando devo usar máscaras?

F: A máscara deve ser usada principalmente pelos profissionais de saúde e a população, quando compra de forma indiscriminada, ela acaba tirando do mercado um insumo que é necessário para esse profissional e para quem está com sintomas. O principal foco é para quem está com sintomas, pois a transmissão é por gotículas de um espirro, de uma tosse. E não adianta usar sem necessidade e ainda de maneira errada.

Pessoas com sintomas, não devem sair de casa e se por alguma necessidade tiverem que sair, devem estar com a máscara.

A transmissão do Coronavírus é por contato, por isso a importância da distância entre as pessoas e a necessidade da lavagem das mãos, para que as pessoas não se contaminem por contato com superfícies infectadas. A recomendação é lavar as mãos com água e sabão, primeiramente, mesmo que você tenha o álcool em gel.

 

3- Tem cura para o Coronavírus? Quando ir ao hospital?

Mais de 80% das pessoas que tem contato com o vírus serão casos leves, como uma gripe comum. Às vezes, as pessoas pensam que o serviço de saúde está escondendo informações, mas não está. Em outros países, na Itália, na China, todos os relatos falam de que 80% das pessoas com o vírus vão ter um quadro leve.

Se a pessoa está com sintomas e precisa ir até uma unidade de saúde, ela deve usar máscara.

Febre, tosse, dor de garganta, coriza, sintomas simples de gripe, podendo apresentar falta de ar, desconforto respiratório são os sintomas de Corona. Mas só deve procurar atendimento nas unidades de saúde casos em que se apresente falta de ar, febre alta e pessoas de grupo de risco, com doenças crônicas, diabetes, idosos.

A gente tem dito que, as pessoas que devem buscar uma unidade de saúde são aquelas que, em situações anteriores ao Coronavírus elas buscariam atendimento. Por que, muitas vezes nós ficávamos gripados, mas não procuramos atendimento e hoje em dia as pessoas estão indo até a unidade de saúde para saber se estão com Coronavírus.

Então, é importante a gente deixar isso claro, eu não devo procurar uma unidade de saúde para saber se estou com Coronavírus. Quando devo procurar? Quando eu estou com febre alta, quando estou com desconforto respiratório, com falta de ar, porque nesses casos é necessário uma avaliação clínica e exames complementares, para que s possa identificar a gravidade.

Do contrário, repouso, isolamento domiciliar, responsabilidade em não transmitir aquela doença para outras pessoas.

Todas as medidas que estão sendo feitas pelos órgãos de saúde, só serão efetivas se todo mundo que estiver doente ficar em casa, se as pessoas que puderem se isolar, ficarem em casa.

 

4 – Quanto tempo pra manifestar os sintomas?

F: O período médio de incubação é de cinco dias. Se você tiver contato com alguém que tinha sintomas, que não estava em isolamento domiciliar, que não se preocupou em tomar os cuidados em não transmitir para outras pessoas e você também não se preocupou em lavar as mãos e se contaminou, depois desse contato, você vai manifestar os sintomas em até, em média, cinco dias. É recomendado até 14 dias de isolamento para que tenha a margem de segurança, se a média é 5 eu tenho até 10 dias para surgirem os sintomas, por isso isolamento de 14 dias.

O contagio é feito principalmente pelas mucosas, ou seja, nariz, boca, olhos. Para contagio com a pele tem que ter alguma lesão.

 

5 – Quais os cuidados com animais domésticos sobre o Coronavírus?

A gente não tem estudo que fale sobre animais domésticos, mas não existe relato sobre casos em animais domésticos. Não é uma relação do humano transmitir para o animal que convive com você. Por favor, não abandonem seus animais por medo deles.

 

6 – Para finalizar, qual seu último recado para a população neste momento?

Temos que evitar ao máximo as aglomerações. Estamos em um momento de evitar ambientes em que não podemos manter distância mínima. E essas medidas estão sendo adotadas agora porque, se nós adoecermos todos ao mesmo tempo, 80% das pessoas vai ficar se recuperar, mas 20¢ pode necessitar de internação e UTI e o nosso sistema de saúde não tem capacidade para isso, nosso sistema vai entrar em colapso. E não podemos esquecer que já existem pessoas necessitando de atendimento por outros motivos.

Então, se as pessoas forem adoecendo aos poucos, nós podemos atender e dar uma resposta de qualidade e evitar os óbitos. É importante que todo mundo faça esse isolamento e é preciso parar de achar que estamos inventando coisa, porque não estamos. É um risco eminente e vai depender da atitude de todos para que se evite essa transmissão ao mesmo tempo para todo mundo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana