conecte-se conosco


Agro News

Termina primeira fase do Circuito Tecnológico etapa Milho; ação segue para regiões Leste e Oeste

Publicado

Sustentabilidade

Termina primeira fase do Circuito Tecnológico etapa Milho; ação segue para regiões Leste e Oeste

Veja resumo dos principais pontos relevantes da primeira semana de coleta de dados


14/05/2019

Na primeira fase da 6ª edição do Circuito Tecnológico Etapa Milho, equipe da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) visitou 189 propriedades, entre os dias 06 e 10 de maio. Foram 30 municípios das regiões Norte e Sul do Estado percorridos, somando um total de mais de 4,4 mil km rodados. Nas inspeções foram percebidos, principalmente problemas de polinização nas lavouras. Fazendas das que ficam em Leste e Oeste vão ser inspecionadas na próxima semana.

Além de inspeção técnica in loco na área de plantio, os supervisores de projeto da Aprosoja também aplicaram 133 questionários, fizeram atualização cadastral, inscrição de novos associados e entrega de cartilha com balanço de resultados de cinco anos do Circuito Tecnológico Etapa Milho.

Pela Região Sul o principal problema encontrado pelos engenheiros agrônomos foi de polinização em uma variedade de milho, especialmente nos municípios de Alto Araguaia e Alto Garças. Já na Região Norte de Mato Grosso, as inconformidades das lavouras são maiores. Além de dificuldades de polinização, foram detectadas alta infestação de percevejos, problemas na granulometria e qualidade de híbridos de milho com espigas abertas.

Os trabalhos seguem para as regiões Leste e Oeste. As equipes vão percorrer as propriedades entre os dias 20 a 24 de maio. Vice-presidente Sul da Aprosoja enfatiza a importância do Circuito Tecnológico que recolhe dados técnicos para as ações da entidade. Ele também convida os donos de proprietário a abrirem suas porteiras para receber a equipe e assim, contribuírem com o trabalho.

“Começamos nossa primeira fase do Circuito Tecnológico etapa milho. É de suma importância que os senhores abram suas porteiras, recebam nossos supervisores, acompanhem a inspeção em suas lavouras de milho, que vocês passem todos os relatos, para que a Aprosoja consiga fazer a tomada de decisão de onde temos que atacar, nos problemas que estão presentes e os que possam vir”, explicou Ferri.

Após a segunda semana de coleta de dados, a equipe de Sustentabilidade fará um relatório final de resultados e devem iniciar as ações de apoio, resoluções e contribuição com os produtores para trabalhar na solução dos problemas encontrados.

 

Fonte: Ascom Aprosoja


Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215

Email: [email protected]

Comentários Facebook
publicidade

Agro News

Pecuaristas usam ultrassonografia para selecionar animais de alto padrão e avaliar a qualidade da carne em MT

Publicado


.
Para avaliar a produção bovina, qualidade da carne e identificar os animais elite, o Eng Agrônomo e pecuarista Raul Almeida Moraes Neto, recorreu a tecnologia de avaliação de carcaças em animais vivos, por meio de ultrassonografia bovina, com o propósito de acompanhar a evolução do rebanho da raça Araguaia, criado no interior de Mato Grosso, na fazenda Santa Rita, em Torixoréu, a 550 km de Cuiabá.

A raça de gado de corte, Araguaia, apresenta grande capacidade produtiva e reprodutiva, foi desenvolvida pelo pecuarista e tem o acompanhamento do geneticista, Gismar Silva Vieira e agrega características genéticas de três origens, sendo a fusão entre a francesa blond d’aquitaine, a indiana nelore e a brasileira caracu. O parceiro e sócio-proprietário da Origem Premium, Alexander Estermann ressalta, que a meta é multiplicar os animais mais produtivos e com aptidão para carnes especiais, com qualidade superior.

“Essa técnica do ultrassom, permite acelerar a seleção de animais com maior rendimento de carcaças, melhor rendimento frigorífico e mais aderência aos parâmetros de maciez e de baixo teor de gordura que caracterizam os produtos da Origem Premium”.

O exame é de aplicação no melhoramento genético e indica as dimensões da área de olho de lombo (AOL), de gordura intramuscular da carne e maciez. A ultrassonografia de carcaça permite selecionar animais com alto potencial produtivo e de carne mais macia ao fornecer um levantamento detalhado, sobre as características do rebanho.

“A técnica de ultrassonografia de carcaça é uma tecnologia não nociva, o ultrassom é passado entre as duas últimas costelas, sendo a técnica mais atual. Com esse recurso, a gente consegue prever como o animal vai ser no abate. Identificamos àqueles que produzem maior volume de carne na carcaça e com maior ou menor teor de gordura e maciez e antes, isso só seria possível determinar após o abate. Desse modo, encurtamos e potencializamos o caminho do melhoramento genético, apuramos a quantidade e a qualidade de carne que o bovino vai deixar na indústria frigorífica”, explica o zootecnista, Caio Zacarias.

A 17 anos na criação da raça Araguaia, o pecuarista adotou pela primeira vez a tecnologia para avaliação de carcaças. Com base nos exames de imagem, o criador poderá verificar o desempenho individual dos animais, e determinar por meio do mapeamento genético a classificação de touros, matrizes de maior rendimento e qualidade que possam fornecer carnes no padrão premium.

“Com essa avaliação eu consigo apurar se o animal é mais produtivo, se produz mais carne ou não. Outro resultado é com relação a marmoreio, nós queremos uma carne com menor teor de gordura intramuscular, low fat, e que ofereça uma carne mais macia. Iremos separar os animais mais produtivos e com essas informações, ofertaremos no mercado uma genética superior em produtividade, e uma carne com baixo teor de gordura, mas com extrema maciez. Os melhores animais, multiplicaremos por meio de transferências de embriões, para atender o nosso programa de carne Origem Prêmium/ Raça Araguaia”, avalia o pecuarista.

De acordo com o especialista, os exames apresentaram índices expressivos quanto aos padrões de maciez e baixo teor de gordura. “Os resultados apontaram que os animais apresentam um diferencial, produzem muita carne e baixo teor de gordura, características de carne mais saudável, que classificamos como light”, avalia Zacarias.

As coletas dos exames de maciez da carne serão processados e analisados em laboratório especializado nos EUA , trata-se de uma ferramenta inovadora para aplicação no melhoramento genético dos rebanhos.

 

Assessoria de Imprensa

Comentários Facebook
Continue lendo

Agro News

NOTA DE PESAR: CORCINO JOÃO ZEMOLIN

Publicado


.

Fortalecimento Institucional

NOTA DE PESAR: CORCINO JOÃO ZEMOLIN

Era associado desde 2013 e pertencia ao Núcleo de Gaúcha do Norte

02/06/2020

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) comunica e lamenta o falecimento do senhor Corcino João Zemolin, 87 anos, vítima de infarto ocorrido na tarde de segunda-feira (01.06). 

Senhor Corcino era associado desde 2013 e pertencia ao Núcleo de Gaúcha do Norte e era considerado o pai da agricultura na região, onde foi pioneiro no plantio de soja nos idos de 1983.

Seu Corcino João foi sepultado na tarde desta terça-feira (02.06) e deixa esposa, quatro filhos, netos e bisnetos.

A diretoria e todos os colaboradores da Aprosoja Mato Grosso se solidarizam com a dor dos familiares, amigos e dos que com ele conviveram nas esferas profissional e pessoal.

 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Agro News

Juntos na luta contra a COVID-19

Publicado


.

Fortalecimento Institucional

Juntos na luta contra a COVID-19

Produtores rurais continuam produzindo para não faltar alimento para o mundo

02/06/2020

O Agro não para! Os produtores rurais continuam produzindo para não faltar alimento para o mundo, mesmo diante da pandemia provocada pelo COVID-19 (novo coronavírus). Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) também não pode parar e continua prestando serviços aos associados seguindo à risca todas as orientações de segurança com a saúde de associados e colaboradores.

  • Medidas de Prevenção
  • Cancelamento e remarcação de eventos
  • Revezamento de equipe
  • Viagens de colaboradores suspensas
  • Recepções de missões e pessoas estrangeiras na sede da entidade suspensas
  • Uso obrigatório de máscaras
  • Desinfecção do prédio da entidade
  • Higienização constante do ambiente de trabalho
  • Distanciamento entre colaboradores no local de trabalho
  • Álcool gel 70% em todas as salas, recepção e próximo aos elevadores
  • Distribuição de álcool em gel e máscaras para todos os colaboradores
  • Grupo de risco em home office

 

 

 

 

VEJA LINKS

 

 

  • Releases

RÁDIO

 

 

 

VÍDEOS

 

  • Conte com o agro

http://www.aprosoja.com.br/comunicacao/video/conte-com-o-agro

 

 

 

 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Nova Xavantina

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana